ATENDIMENTO DA SEDUFSM

A Sedufsm informa que a partir de segunda, 23 de março, a sede do sindicato estará fechada e todos os atendimentos serão realizados de forma remota (online), por tempo indeterminado. Os (as) sindicalizados (as) poderão entrar em contato com a entidade das 8h às 12h e das 14h às 18h através do e-mail sedufsm@terra.com.br ou dos telefones (55) 99614-2696 e (55) 99935-8017.

Sindicato


Espaço Cultural

Reflexões Docentes

Contatos SEDUFSM

(55) 3222 5765

Segunda à Sexta
08h às 12h e 14h às 18h

Endereço

SEDUFSM
Rua André Marques, 665
Centro, Santa Maria - RS
97010-041

Email

Fale Conosco - escreva para:
sedufsm@terra.com.br

Twitter

SEDUFSM

Facebook

SEDUFSM

Youtube

SEDUFSM

Notícias

15/04/2019   18/04/19 14h35 | A+ A- | 921 visualizações

Coletivo Dandaras, da UFSM, discute extermínio do povo negro

Atividade ocorrerá no campus de Camobi, nesta quinta, 18


Título do evento faz referência ao assassinato de Evaldo Rosa por militares do RJ

Na próxima quinta-feira, 18 de abril, às 18h, o Coletivo Dandaras de Mulheres Negras promoverá a atividade “80 tiros não é engano, é extermínio”, no hall do Centro de Artes e Letras da Universidade Federal de Santa Maria. A atividade faz alusão à família alvejada no dia 7 de abril, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, por militares. Evaldo Rosa dos Santos, 46 anos, dirigia um carro ao lado da mulher, do filho de sete anos e de mais duas pessoas, quando foi alvejado por 80 tiros. ainda não possui local definido, mas ocorrerá na Universidade Federal de Santa Maria. 

De acordo com Katieli Soares, estudante de Produção Editorial e integrante do coletivo, falar sobre o que ocorreu na semana passada e sobre o genocídio do povo negro é urgente. A ideia do grupo era realizar um espaço para abordar esse assunto em maio, porém, com os últimos acontecimentos, a atividade foi adiantada. “Esse evento vai servir para mostrar que ninguém está sozinho, que a gente vai se unir sim, que a gente vai resistir sim e acho que a melhor forma de fazer isso, por agora, é o diálogo”.

Katieli coloca, ainda, que o grupo possui outras atividades em mente para o futuro. O Coletivo Dandaras reúne-se semanalmente para discutir e pensar possíveis atividades.

Além das discussões que são trazidas de acordo com a conjuntura, o Coletivo organizará também a Roda de Samba da Vila Resistência, que, segundo Katieli, é um evento muito importante e que será impulsionado pelo coletivo junto com os moradores da vila.

Quem desejar acompanhar mais de perto as atividades do coletivo, pode curtir a página deles no Facebook.

 

Texto: Lucas Reinehr (estagiário de jornalismo)

Edição: Bruna Homrich (jornalista)

Imagem: Divulgação

Assessoria de Imprensa da Sedufsm



Fotos



* Clique na foto para Ampliar!


Compartilhe com sua rede social!














© 2020 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet