ATENDIMENTO DA SEDUFSM

A Sedufsm informa que a partir de segunda, 23 de março, a sede do sindicato estará fechada e todos os atendimentos serão realizados de forma remota (online), por tempo indeterminado. Os (as) sindicalizados (as) poderão entrar em contato com a entidade das 8h às 12h e das 14h às 18h através do e-mail sedufsm@terra.com.br ou dos telefones (55) 99614-2696 e (55) 99935-8017.

Sindicato


Espaço Cultural

Reflexões Docentes

Contatos SEDUFSM

(55) 3222 5765

Segunda à Sexta
08h às 12h e 14h às 18h

Endereço

SEDUFSM
Rua André Marques, 665
Centro, Santa Maria - RS
97010-041

Email

Fale Conosco - escreva para:
sedufsm@terra.com.br

Twitter

SEDUFSM

Facebook

SEDUFSM

Youtube

SEDUFSM

Notícias

26/09/2019   26/09/2019 16h45 | A+ A- | 559 visualizações

4ª Congresso da CSP-Conlutas inicia dia 3 e debate ataques aos trabalhadores

Delegação da Sedufsm participa de evento que ocorrerá na cidade de Vinhedo, em SP


Plenária do 3º Congresso da CSP-Conlutas, em 2017, em Sumaré (SP)

É com base no tema “Unidade e independência de classe pra lutar contra Bolsonaro e seus ataques”, que inicia no dia 3 de outubro, se estendendo até o dia 6, o 4º Congresso da Central Sindical e Popular Conlutas (CSP-Conlutas), na cidade de Vinhedo, em São Paulo. Uma delegação de quatro nomes, escolhidos em assembleia, representará a Sedufsm no evento.

Com a participação de 24 estados, o Congresso conta até então com 1.727 delegados inscritos e a expectativa é de que, pelo menos, 2 mil pessoas construam o espaço entre delegados, observadores e convidados. Representando a Sedufsm, quatro delegados, membros da diretoria, eleitos em assembleia: professores Júlio Quevedo, João Carlos Gilli Martins, Gihad Mohamad e Adriana Zecca.

O Congresso tem por objetivo discutir as novas diretrizes da Central, com base nas propostas de Resoluções e Contribuições Globais, que foram encaminhadas até o dia 30 de agosto para a organização do evento. Além disso, a intenção é mobilizar as bases acerca da conjuntura em que o país se encontra, a partir da necessidade de responder aos ataques do governo Bolsonaro, assim como debater a crise do capitalismo e suas consequências, entre elas, a retirada de direitos, precarização do trabalho, piora na qualidade de vida das classes menos favorecidas, dentro outros fatores.

Outro ponto do Congresso é o fortalecimento da unidade de classe e a organização dos trabalhadores.

As entidades sindicais e movimentos populares tiveram do dia 3 de junho a 11 de setembro para realizarem suas assembleias, com o dia 12 de setembro como data limite para a inscrição de delegados. Antes do prazo final, ao menos 650 assembleias já haviam sido realizadas. Já os movimentos de luta contra opressões e juventude, tiveram de 13 a 23 de setembro para realizarem o período de eleição de representantes.

O último Congresso foi realizado de 12 a 15 de outubro de 2017, na cidade de Sumaré em São Paulo e contou com 1.953 delegados e 264 observadores.

 

Texto: Amanda Xavier (estagiária de jornalismo)

Foto: Esquerda Diário

Edição: Fritz R. Nunes (Sedufsm)

 



Fotos



* Clique na foto para Ampliar!


Compartilhe com sua rede social!














© 2020 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet