ATENDIMENTO DA SEDUFSM

A Sedufsm informa que a partir de segunda, 23 de março, a sede do sindicato estará fechada e todos os atendimentos serão realizados de forma remota (online), por tempo indeterminado. Os (as) sindicalizados (as) poderão entrar em contato com a entidade das 8h às 12h e das 14h às 18h através do e-mail sedufsm@terra.com.br ou dos telefones (55) 99614-2696 e (55) 99935-8017.

Sindicato


Espaço Cultural

Reflexões Docentes

Contatos SEDUFSM

(55) 3222 5765

Segunda à Sexta
08h às 12h e 14h às 18h

Endereço

SEDUFSM
Rua André Marques, 665
Centro, Santa Maria - RS
97010-041

Email

Fale Conosco - escreva para:
sedufsm@terra.com.br

Twitter

SEDUFSM

Facebook

SEDUFSM

Youtube

SEDUFSM

Notícias

13/12/2019   13/12/19 16h31 | A+ A- | 660 visualizações

Ato une servidores públicos de diferentes categorias para protestar contra perda de direitos

professores, trabalhadores da saúde, agropecuária, segurança, do estado e da união, realizaram panfletagem ontem, em Santa Maria


Nesta quinta-feira, dia 12, no final da tarde, servidores da esfera estadual e também servidores ligados à Universidade Federal de Santa Maria, estudantes e militantes de diversas organizações políticas estiveram nas ruas realizando panfletagem e conversas de conscientização com a população santa-mariense. Em pauta estavam os recentes ataques sofridos pelo serviço público e seus trabalhadores. A atividade foi promovida pela Frente Única de Trabalhadoras e Trabalhadores de Santa Maria (FUTT).

Diversas categorias do serviço público estadual estão em greve, sendo que a paralisação deflagrada pelos docentes da rede estadual completará um mês de duração amanhã, dia 14 de dezembro. O principal motivo dos protestos é o pacote de reformas administrativas e mudanças no plano de carreira do magistério. Os servidores lutam para barrar perdas de mais direitos, num momento em que o governador Eduardo Leite mantém o parcelamento dos salários que já uma constante desde o governo de José Ivo Sartori.

Em âmbito nacional, também tramita uma reforma administrativa, obra do ministro Paulo Guedes, que pretende reduzir as carreiras do serviço público, extinguir a estabilidade dos servidores e tornar mais precarias as condições de trabalhos em vários serviços essenciais à população, como a educação e a saúde, que também já são atingidos pela Emenda Constitucional 95, aquela que institui um teto nos investimentos do governo por 20 anos, estrangulando o orçamento público.

Em manifestação feita durante o ato, o diretor da Sedufsm, Professor Gihad Mohamad, afirmou que o momento é de unidade entre os servidores públicos na luta, e que o ano que vem deve ser marcado pela organização dos trabalhadores para fazer o enfrentamento do governo. "Se nós não tivermos solidariedade e nos organizarmos para  lutar também pelas causas dos colegas de outras categorias, não teremos como barrar os ataques ainda mais graves que se avizinham" concluiu o docente.

Textos e fotos: Ivan Lautert
Assessoria de Imprensa da Sedufsm



Fotos



* Clique na foto para Ampliar!


Compartilhe com sua rede social!














© 2020 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet