ATENDIMENTO DA SEDUFSM

A Sedufsm informa que a partir de segunda, 23 de março, a sede do sindicato estará fechada e todos os atendimentos serão realizados de forma remota (online), por tempo indeterminado. Os (as) sindicalizados (as) poderão entrar em contato com a entidade das 8h às 12h e das 14h às 18h através do e-mail sedufsm@terra.com.br ou dos telefones (55) 99614-2696 e (55) 99935-8017.

Sindicato


Espaço Cultural

Reflexões Docentes

Contatos SEDUFSM

(55) 3222 5765

Segunda à Sexta
08h às 12h e 14h às 18h

Endereço

SEDUFSM
Rua André Marques, 665
Centro, Santa Maria - RS
97010-041

Email

Fale Conosco - escreva para:
sedufsm@terra.com.br

Twitter

SEDUFSM

Facebook

SEDUFSM

Youtube

SEDUFSM

Notícias

20/04/2020   20/04/20 11h31 | A+ A- | 429 visualizações

CSP-Conlutas pede pressão a senadores contra a MP 905

Medida que restringe mais direitos trabalhistas pode caducar nesta segunda, 20


Material para divulgar em redes sociais como pressão a senadores gaúchos

A Central Sindical e Popular (CSP-Conlutas) divulgou no final de semana uma série de materiais a serem publicados em redes sociais, com o objetivo de pressionar senadores, em seus estados, para que não votem a MP 905/19 (cria  a carteira de trabalho verde e amarela), que faz uma nova reforma trabalhista, restringindo ainda mais direitos hoje consagrados na legislação. A Medida Provisória precisa ser votada até a meia-noite desta segunda, 20, caso contrário, perde a validade (caduca).

Para Luiz Carlos Prates, o Mancha, da Secretaria Executiva da CSP-Conluta, “o governo mente dizendo que esta MP é para gerar empregos em meio à pandemia. É mentira. Este projeto não tem nada a ver com a pandemia e muito menos com geração de empregos. A MP aprofunda a flexibilização trabalhista no país, com medidas que vão aumentar ainda mais o desemprego e a retirada de direitos”, enfatiza Mancha.

Diz ainda o líder sindical que “a MP 905 cria trabalhadores de segunda categoria, com menos direitos, e ao permitir que até 25% dos funcionários de uma empresa sejam contratados dessa forma, o que vai acontecer é a troca por aqueles que tinham salários mais altos. Os empresários estão demitindo agora em meio à pandemia e quando eventualmente recontratarem será pela carteira verde amarela. Ou seja, quem for demitido não volta mais ao mercado de trabalho com a carteira azul, pela CLT. Ou seja, o resultado será mais desemprego e aumento da precarização”, afirma Mancha.

Mancha conclama a todos e todas: “Vamos fazer uma pressão sobre os senadores. É preciso que esta MP caduque. Eles não podem votar”.

Baixe no Flickr da Central, cards com os senadores por estado, como o modelo abaixo, para divulgar nas redes sociais- copie e cole o link a seguir: https://flic.kr/s/aHsmMEK6gU

Fonte e imagem: CSP-Conlutas com edição de Fritz R. Nunes

Assessoria de imprensa da Sedufsm

 



Fotos



* Clique na foto para Ampliar!


Compartilhe com sua rede social!














© 2020 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet