ATENDIMENTO DA SEDUFSM

A Sedufsm informa que a partir de segunda, 23 de março, a sede do sindicato estará fechada e todos os atendimentos serão realizados de forma remota (online), por tempo indeterminado. Os (as) sindicalizados (as) poderão entrar em contato com a entidade das 8h às 12h e das 14h às 18h através do e-mail sedufsm@terra.com.br ou dos telefones (55) 99614-2696 e (55) 99935-8017.

Sindicato


Espaço Cultural

Reflexões Docentes

Contatos SEDUFSM

(55) 3222 5765

Segunda à Sexta
08h às 12h e 14h às 18h

Endereço

SEDUFSM
Rua André Marques, 665
Centro, Santa Maria - RS
97010-041

Email

Fale Conosco - escreva para:
sedufsm@terra.com.br

Twitter

SEDUFSM

Facebook

SEDUFSM

Youtube

SEDUFSM

Notícias

24/04/2020   24/04/20 11h01 | A+ A- | 420 visualizações

Centrais sindicais e movimentos lembram o 1º de maio na forma virtual

Tema da data chama para importância de Saúde, Emprego e Renda, com um mundo mais solidário


A próxima sexta, 1º de maio, Dia Internacional dos Trabalhadores, será marcada de forma diferente. As Centrais Sindicais e movimentos sociais vão lembrar a data em um formato inédito: através de uma live (virtual). Essa foi a forma encontrada de não deixar passar a data em branco, mas mantendo respeito ao isolamento social, imprescindível no combate à disseminação do coronavírus.

A CSP-Conlutas participa desse dia de luta unificado, que respeitará a autonomia de cada entidade na defesa de suas bandeiras e programa para o momento. Para a Central, umas das prioridades do momento é a urgência em reunir amplos setores da sociedade para uma campanha que tenha como lema: “Fora Bolsonaro e Mourão!”.

O 1º de Maio tem um tema que unifica centrais e movimentos: “Saúde, Emprego, Renda: um novo mundo é possível com solidariedade”. O objetivo é aproveitar a data também para denunciar os ataques do governo Bolsonaro à democracia, no momento em que participou de atos que defendem a ditadura militar.

A garantia e estabilidade no emprego e a não aplicação da perversa MP 936 pelas empresas estão na pauta do 1] de maio. A medida provisória, que permite cortar até 70% do salário, e suspender os contratos de trabalho no período da pandemia, é um grave ataque aos trabalhadores e trabalhadoras, principalmente em momento de tanta incerteza, colocando um segmento importante da população desprotegido da propagação do vírus.

No entendimento da CSP, ao invés de aplicar medidas provisórias para retirar direitos e salários, o governo federal, junto com estaduais e municipais, deveriam coordenar a fabricação de respiradores, ventiladores e máscaras nas empresas que não têm a produção voltada para serviços essenciais.

“Também defendemos a suspensão do pagamento da dívida pública e externa, taxação de fortunas e fim do teto dos gastos para garantir investimento imediato para saúde, pesquisa, tecnologia e áreas sociais”, afirma o integrante da Secretaria Executiva Nacional da CSP-Conlutas, Atnágoras Lopes.

Atividades

O 1º de Maio Unificado terá grade de apresentações musicais a partir das 10 horas, que serão intercaladas pelas mensagens dos presidentes das centrais e de convidados dos movimentos sindical e popular. Em breve, a CSP divulgará a grade completa e todas as informações e atualizações sobre a ‘Live’ do Trabalhador no 1º de maio.
 

Fonte e imagem: CSP-Conlutas com edição de Fritz R. Nunes

Assessoria de imprensa da Sedufsm



Fotos



* Clique na foto para Ampliar!


Compartilhe com sua rede social!














© 2020 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet