ATENDIMENTO DA SEDUFSM

A Sedufsm informa que a partir de segunda, 23 de março, a sede do sindicato estará fechada e todos os atendimentos serão realizados de forma remota (online), por tempo indeterminado. Os (as) sindicalizados (as) poderão entrar em contato com a entidade das 8h às 12h e das 14h às 18h através do e-mail sedufsm@terra.com.br ou dos telefones (55) 99614-2696 e (55) 99935-8017.

Sindicato


Espaço Cultural

Reflexões Docentes

Contatos SEDUFSM

(55) 3222 5765

Segunda à Sexta
08h às 12h e 14h às 18h

Endereço

SEDUFSM
Rua André Marques, 665
Centro, Santa Maria - RS
97010-041

Email

Fale Conosco - escreva para:
sedufsm@terra.com.br

Twitter

SEDUFSM

Facebook

SEDUFSM

Youtube

SEDUFSM

Notícias

07/05/2020   16/07/20 10h39 | A+ A- | 624 visualizações

UFSM tem telefone para orientar mulheres em situação de violência na pandemia

‘Disque Covid UFSM – Acolhe Mulheres’ funciona todos os dias, das 8h às 12h e das 18h às 22h


Desde a última terça-feira, 5 de maio, a UFSM dispõe de um serviço telefônico para atender e orientar mulheres que estejam enfrentando situações de violência nesse contexto de pandemia. O serviço funciona das 8h às 12h e das 18h às 22h através dos telefones (55) 3220-8440 e (55) 999741090, sendo coordenado por enfermeiras, assistentes sociais e advogadas voluntárias.

O 'Disque Covid UFSM - Acolhe Mulheres' é uma parceria do Fórum de Enfrentamento à Violência Contra Mulheres de Santa Maria com o Observatório de Direitos Humanos da UFSM (vinculado à Pró-Reitoria de Extensão), tendo previsão inicial de funcionar entre os meses de maio e junho. Contudo, avaliações posteriores poderão apontar para a continuidade do serviço, bem como para a ampliação do horário de atendimento – embora isso dependa da quantidade de profissionais voluntárias disponíveis.

Em artigo publicado no jornal Diário de Santa Maria, as professoras Maria Celeste Landerdahl (departamento de Enfermagem da UFSM) e Laura Ferreira Cortes (Colégio Politécnico da UFSM), explicam que o serviço telefônico é uma ação da campanha ‘Santa Maria 50-50’, que vinha sendo elaborada antes da pandemia com o objetivo de promover ações visando a igualdade de gênero na cidade. A campanha é inspirada em outra de nome semelhante - ‘Planeta 50-50’, encabeçada pela ONU Mulheres.

No artigo, as docentes, que também integram o Fórum de Enfrentamento à Violência, dizem que “o distanciamento social recomendado pela Organização Mundial de Saúde vem aumentando o isolamento de mulheres que convivem com parceiros violentos, e a violência dentro de casa […] No Brasil, dados do Ministério Público revelam o aumento de 30% da violência contra mulheres em São Paulo. Da mesma forma, o Rio de Janeiro aumentou em 50% esse tipo de violência. Santa Maria, embora não acuse aumento de denúncias até o momento, nos impulsiona a ofertar um canal que possibilite acolher mulheres que se encontram em isolamento, com dificuldade de acesso a serviços públicos como saúde mental, polícia, justiça e serviço social. Situação essa que pode preservar a impunidade de agressores”.

No artigo as docentes ainda defendem a importância de o poder municial em Santa Maria implementar um Centro de Referência e Atendimento a Mulheres em Situação de Violência.

*Por um equívoco, o número de telefone divulgado no artigo do Diário de SM está errado. Os números corretos do 'Disque Covid UFSM - Acolhe Mulheres', repetimos, é: 3220-8440 ou 99974-1090. 

Texto: Bruna Homrich

Imagem: Divulgação

Assessoria de Imprensa da Sedufsm



Fotos



* Clique na foto para Ampliar!


Compartilhe com sua rede social!














© 2020 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet