ATENDIMENTO DA SEDUFSM

A Sedufsm informa que a partir de segunda, 23 de março, a sede do sindicato estará fechada e todos os atendimentos serão realizados de forma remota (online), por tempo indeterminado. Os (as) sindicalizados (as) poderão entrar em contato com a entidade das 8h às 12h e das 14h às 18h através do e-mail sedufsm@terra.com.br ou dos telefones (55) 99614-2696 e (55) 99935-8017.

Sindicato


Espaço Cultural

Reflexões Docentes

Contatos SEDUFSM

(55) 3222 5765

Segunda à Sexta
08h às 12h e 14h às 18h

Endereço

SEDUFSM
Rua André Marques, 665
Centro, Santa Maria - RS
97010-041

Email

Fale Conosco - escreva para:
sedufsm@terra.com.br

Twitter

SEDUFSM

Facebook

SEDUFSM

Youtube

SEDUFSM

Notícias

26/05/2020   26/05/20 11h33 | A+ A- | 344 visualizações

Servidores públicos realizam dia de luta nesta quarta, 27

Evento, chamado pelo Fonasefe, tem o apoio de entidades como a CSP-Conlutas


Os servidores públicos realizam nesta quarta-feira (27), um dia de luta, com atos simbólicos em diversas capitais e em Brasília (DF). A iniciativa é organizada pelo Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Público Federais (Fonasefe), com apoio da CSP-Conlutas. O objetivo deste dia de luta é repudiar os projetos do governo Bolsonaro de desmantelar os serviços públicos, os salários e empregos dos servidores.

A CSP-Conlutas, que está na organização e participa dessa ação, orienta que as entidades do funcionalismo da Central busquem estabelecer contato com as demais entidades para organizar e preparar os atos presenciais que acontecerão nesse dia. Segundo a entidade, é essencial que seja atendido o distanciamento social e os cuidados necessários de proteção individual, como máscaras e o uso de álcool em gel.

Em resolução aprovada em reunião, a Secretaria Executiva Nacional (SEn) da central sindical orienta a participação da Central. “A CSP-Conlutas, nos marcos de observar os cuidados de proteção, prevenção e higiene, será parte ativa (presencial) na construção e realização dessa mobilização nos estados, regiões ou municípios. Nessa mesma data (27), antes ou depois das ações do funcionalismo, buscaremos, onde for possível, a viabilização de atos simbólicos da Central (com 5, 10… ou até 50 pessoas) para dar visibilidade aos nossos eixos e programa frente à conjuntura”, diz o documento.

Conforme a CSP-Conlutas, é preciso atuar para travar projetos como o de reforma administrativa, que tem interesse do governo Bolsonaro e apoio do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). A reforma Administrativa almejada pelo governo, já tramita no Congresso desde 2019, constando das Propostas de Emenda Constitucionais (PECs) 186, 187 e 188/19 que compõem o Plano Mais Brasil. O projeto prevê a desregulamentação de direitos constitucionais, além da privatização dos serviços públicos. Essas medidas integram o projeto ultraliberal e de direita que visa à redução da presença do Estado também nos serviços públicos.

De acordo com o integrante da Secretaria Executiva, Paulo Barela, não há alternativa que não a luta. São muitos os ataques, mas Jair Bolsonaro não está sozinho e conta com o apoio de setores importantes do Congresso Nacional para aprovar seus projetos e com o Judiciário para referendá-los. “Assim, não resta alternativa a não ser nos organizarmos e buscar a unidade com o conjunto dos outros setores para reagir neste grave momento que vive o país”, ressalta Barela.

 

Fonte: CSP-Conlutas com edição de Fritz R. Nunes

Assessoria de imprensa da Sedufsm

 

 



Fotos



* Clique na foto para Ampliar!


Compartilhe com sua rede social!














© 2020 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet