ATENDIMENTO DA SEDUFSM

A Sedufsm informa que a partir de segunda, 23 de março, a sede do sindicato estará fechada e todos os atendimentos serão realizados de forma remota (online), por tempo indeterminado. Os (as) sindicalizados (as) poderão entrar em contato com a entidade das 8h às 12h e das 14h às 18h através do e-mail sedufsm@terra.com.br ou dos telefones (55) 99614-2696 e (55) 99935-8017.

Sindicato


Espaço Cultural

Reflexões Docentes

Contatos SEDUFSM

(55) 3222 5765

Segunda à Sexta
08h às 12h e 14h às 18h

Endereço

SEDUFSM
Rua André Marques, 665
Centro, Santa Maria - RS
97010-041

Email

Fale Conosco - escreva para:
sedufsm@terra.com.br

Twitter

SEDUFSM

Facebook

SEDUFSM

Youtube

SEDUFSM

Notícias

14/07/2020   14/07/20 14h01 | A+ A- | 239 visualizações

ANDES-SN: novo ministro aprofunda fundamentalismo na Educação

Milton Ribeiro justificou, em ocasiões anteriores, o crime de feminicídio, além de defender castigos físicos às crianças


Ribeiro foi nomeado como novo ministro da Educação na sexta, 10 de julho

Inacreditáveis. É assim que o ANDES-SN qualifica as falas do pastor evangélico Milton Ribeiro, hoje alçado ao cargo de ministro da Educação do governo Bolsonaro. Em seu site, o Sindicato Nacional docente publicou uma nota retomando intervenções indignantes já realizadas pelo pastor, a exemplo da entrevista por ele concedida, no ano de 2013, a um programa chamado Ação e Reação, em que Ribeiro 'explicou' o feminicídio de uma adolescente de 17 anos por um homem de 33 anos com as seguintes palavras: “Nesse caso específico, acho que esse homem foi acometido de uma loucura mesmo. E confundiu paixão com amor. São coisas totalmente diferentes. E ele, naturalmente movido por paixão… Paixão é louca mesmo. Ele então entrou, cometeu esse ato louco, marcando a vida dele, marcando a vida de toda a família. Triste”.

Ribeiro ainda justificou o assassinato culpabilizando a jovem vítima e apontando um programa de TV que, segundo ele, promove a “erotização precoce” de crianças, o que teria levado a menina de 17 anos a possivelmente ter “dado sinais de que estava apaixonada” pelo seu assassino.

Em outro vídeo, também disponível na internet e denominado “A vara da Disciplina”, o ministro defende que crianças devem ser severamente castigadas, pois “a correção é necessária para a cura”. “Deve haver rigor, desculpe. Severidade. E vou dar um passo a mais, talvez algumas mães fiquem com raiva de mim. Deve sentir dor”, afirma ele durante uma pregação religiosa. “Mas cuidado. Não te excedas a ponto de matá-lo”, conclui, ignorando o Artigo 136 do Código Penal (a prática de maus-tratos é passível de punição); o artigo 18-A do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) (a criança e o adolescente têm o direito de ser educados e cuidados sem o uso de castigo físico ou de tratamento cruel ou degradante); e o simples bom senso.

Ribeiro, segundo a Plataforma Lattes, é graduado em Teologia e Direito, com mestrado em Direito e doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo. É membro do Conselho Deliberativo do instituto Presbiteriano Mackenzie, entidade mantenedora da Universidade Presbiteriana Mackenzie. Também atuou como reitor em exercício e vice-reitor da instituição.

Para o ANDES-SN, a escolha de Ribeiro não foi uma surpresa, uma vez que, a exemplo de outros ministros do governo Bolsonaro, adota uma perspectiva fundamentalista.

 

Fonte: ANDES-SN

Imagem: Print Youtube

Edição: Bruna Homrich

Assessoria de Imprensa da Sedufsm

 



Fotos



* Clique na foto para Ampliar!


Compartilhe com sua rede social!














© 2020 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet