MOBILIZAÇÃO CONTRA REFORMA ADMINISTRATIVA

Sindicato

ATENDIMENTO DA SEDUFSM

A Sedufsm informa que a partir de segunda, 23 de março, a sede do sindicato estará fechada e todos os atendimentos serão realizados de forma remota (online), por tempo indeterminado. Os (as) sindicalizados (as) poderão entrar em contato com a entidade das 8h às 12h e das 14h às 18h através do e-mail sedufsm@terra.com.br ou dos telefones (55) 99614-2696 e (55) 99935-8017.


Espaço Cultural

Reflexões Docentes

Contatos SEDUFSM

(55) 3222 5765

Segunda à Sexta
08h às 12h e 14h às 18h

Endereço

SEDUFSM
Rua André Marques, 665
Centro, Santa Maria - RS
97010-041

Email

Fale Conosco - escreva para:
sedufsm@terra.com.br

Twitter

SEDUFSM

Facebook

SEDUFSM

Youtube

SEDUFSM

Notícias

19/10/2020   19/10/20 17h36 | A+ A- | 217 visualizações

Custo da folha de pagamento de servidor no Brasil é menor que em outros países

Percentual de servidores públicos na população também é menor no Brasil, constata seminário da Câmara Federal


Print da imagem da participação de embaixador australiano em seminário da Câmara Federal

Durante seminário virtual que abordou a reforma administrativa, promovido pela Secretaria de Relações Internacionais da Câmara dos Deputados, na última quinta (15), o embaixador da Espanha, Fernando García Casas, informou que o custo da folha de pessoal em seu país é de 12,2% do PIB. Já o embaixador australiano, Timothy Kane, disse que o custo na Austrália é de 17%. Já no Brasil, conforme o Atlas do Estado Brasileiro, do Instituto de Pesquisa Econômicas Aplicadas (Ipea), o custo representa 10,7% do PIB, segundo dados do ano de 2017.

Timothy Kane explicou que os servidores públicos na Austrália representam 15,8% da força de trabalho contra uma média de 18% dos países desenvolvidos. A maioria, quase 80%, é estadual. O sistema de contratação é descentralizado. Já Fernando García disse que os servidores são 14,3% da população ativa e a maioria é contratada a partir de concursos e têm estabilidade. No que se refere ao Brasil, de acordo com o Ipea, o serviço público está em torno de 11% da população economicamente ativa.

No Brasil, ainda de acordo com o Ipea, a maior parte dos servidores é municipal, cerca de 60%, mas os salários são três vezes menores que os federais. Os dois embaixadores destacaram que existe uma estabilidade de servidores durante as mudanças de governo. As últimas reformas têm sido no sentido de dar mais agilidade aos serviços com a digitalização de processos, além de mais transparência.


Em que pesem os dados apresentados por esses dois países, comparados aos do Brasil, o secretário de Relações Internacionais da Câmara, deputado Alex Manente (Cidadania-SP), fez uma defesa da necessidade de uma reforma administrativa no Brasil. “Aqui, no Brasil, nós vivemos um serviço público bastante obsoleto no sentido de gerar um custo significativo para o Estado e o serviço não ser tão eficiente até por conta da falta de uma modernidade."

Confira vídeo produzido pela TV Câmara:


Fonte e imagem: Agência Câmara

Edição: Fritz R. Nunes (Sedufsm)

 



Fotos



* Clique na foto para Ampliar!


Compartilhe com sua rede social!














© 2020 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet