MOBILIZAÇÃO CONTRA REFORMA ADMINISTRATIVA

Sindicato

ATENDIMENTO DA SEDUFSM

A Sedufsm informa que, desde o dia 23 de março de 2020, em função da pandemia, a sede do sindicato está fechada e os atendimentos sendo realizados de forma remota. Os (as) sindicalizados (as) podem entrar em contato com a entidade das 8h às 12h e das 14h às 18h através do e-mail sedufsm@terra.com.br ou pelos telefones (55) 99962-2248 e (55) 99935-8017.


Espaço Cultural

Reflexões Docentes

Contatos SEDUFSM

(55) 3222 5765

Segunda à Sexta
08h às 12h e 14h às 18h

Endereço

SEDUFSM
Rua André Marques, 665
Centro, Santa Maria - RS
97010-041

Email

Fale Conosco - escreva para:
sedufsm@terra.com.br

Twitter

SEDUFSM

Facebook

SEDUFSM

Youtube

SEDUFSM

Notícias

07/01/2021   07/01/21 19h37 | A+ A- | 401 visualizações

Vacinação contra a Covid em Santa Maria enfrenta obstáculos

Grupo técnico da prefeitura se organiza e busca governo estadual, já que o federal não oferece garantias


Reunião de instalação oficial do grupo técnico de vacinação da Covid-19, na segunda, 4/01

Na última segunda-feira, 4 de janeiro, o prefeito de Santa Maria, Jorge Pozzobom (PSDB), instalou oficialmente o Grupo Técnico de Vacinação para a Covid-19, que terá a coordenação do secretário municipal de Saúde, Guilherme Ribas. Desse grupo faz parte a técnica em enfermagem, Maria do Carmo Quaiato, que preside o Conselho Municipal de Saúde (CMS) e comentou à assessoria de imprensa da Sedufsm sobre o trabalho.

A equipe, que terá por função ajudar a planejar o processo de vacinação na cidade, terá  reuniões semanais, conforme anunciou Pozzobom. No encontro de segunda-feira, a impressão passada, inclusive pelas próprias informações oficiais da prefeitura, é de que ainda existem dúvidas, tais como: o governo federal, comandado pelo presidente que minimizou a pandemia, Jair Bolsonaro, repassará vacinas para o RS? Quando isso ocorrerá? Qual o tipo de vacina? São algumas respostas importantes para o desenrolar de todo o processo.

Entretanto, em que pese essa insegurança, as ações do município se dão em duas frentes. Uma primeira, conforme Maria do Carmo Quaiato, é estabelecer o plano municipal de imunização, e que tudo esteja pronto para o momento em que chegarem as vacinas, bem como os insumos, como seringas e agulhas. Na segunda frente, as autoridades do Executivo buscam construir uma estratégia conjunta com o governo do Estado. E, ao que tudo indica, foi esse o motivo que levou o prefeito de Santa Maria a se reunir nesta quinta, em Porto Alegre, com o tucano Eduardo Leite.

Na explicação da presidente do CMS, a ideia é regionalizar a vacinação, possibilitando o máximo de descentralização, fazendo o uso de espaços como Unidades Básicas de Saúde, locais para a realização da aplicação do medicamento no método drive thru, como em ginásios poliesportivos, parques, etc. Maria do Carmo confirma algo que se já se ouvia comentar há algum tempo, que, em caso de o governo federal não repassar os insumos necessários para a vacinação massiva da população, a ideia é de que a prefeitura se uma com o governo do estado para essa aquisição.

Enviamos, ainda na terça-feira (5), um conjunto de perguntas à prefeitura de Santa Maria, para saber sobre recursos para a vacina, se o município possui seringas e agulhas para realizar a vacinação, mas as respostas a essas questões só chegaram no início desta noite e serão tratadas em matéria específica do site, nesta sexta-feira, 8.

Professor pode entrar nos grupos prioritários da vacina

A presidente do CMS, Maria do Carmo Quaiato, ressaltou que uma das preocupações é abranger mais categorias junto aos chamados grupos prioritários que têm direito a um acesso rápido à vacina. Conforme a técnica em enfermagem, a categoria dos docentes do ensino superior da cidade está entre os que precisariam ser incluídos.

No material divulgado pela assessoria de comunicação da prefeitura de Santa Maria, o tema da inclusão de novos segmentos entre os prioritários foi tratado com o governo estadual. Diz a nota oficial que o prefeito Jorge Pozzobom protocolou junto à secretaria estadual de Saúde, um documento que solicita que sejam incluídos entre os prioritários do Plano Nacional de Operacionalização da Vacina contra a Covid-19, os trabalhadores da educação, guardas municipais e fiscais que atuam no combate à pandemia e pessoas com comorbidades, como HIV e tuberculose.

Confira os integrantes do Grupo Técnico da Covid-19

Guilherme Ribas- Secretário Municipal de Saúde (coordenador).

A secretária adjunta de Saúde, Ana Paula Seerig; a enfermeira da Vigilância Epidemiológica, responsável pelo Setor de Imunizações da Prefeitura, Cecília Mariane Pinheiro Pedro; o responsável pelo Núcleo de Educação Permanente em Saúde (Nepes), Fábio Mello da Rosa; a presidente do Conselho Municipal de Saúde, Maria do Carmo Quagliato; e os superintendentes de Atenção Básica, Daiany Donaduzzi, e de Vigilância em Saúde, Alexandre Streb.

 

Texto: Fritz R. Nunes com informações da PMSM
Foto: Ariéli Ziegler
Assessoria de imprensa da Sedufsm



Fotos



* Clique na foto para Ampliar!


Compartilhe com sua rede social!














© 2021 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041