ATENDIMENTO DA SEDUFSM

A Sedufsm informa que a partir de segunda, 23 de março, a sede do sindicato estará fechada e todos os atendimentos serão realizados de forma remota (online), por tempo indeterminado. Os (as) sindicalizados (as) poderão entrar em contato com a entidade das 8h às 12h e das 14h às 18h através do e-mail sedufsm@terra.com.br ou dos telefones (55) 99614-2696 e (55) 99935-8017.

Sindicato


Espaço Cultural

Reflexões Docentes

Contatos SEDUFSM

(55) 3222 5765

Segunda à Sexta
08h às 12h e 14h às 18h

Endereço

SEDUFSM
Rua André Marques, 665
Centro, Santa Maria - RS
97010-041

Email

Fale Conosco - escreva para:
sedufsm@terra.com.br

Twitter

SEDUFSM

Facebook

SEDUFSM

Youtube

SEDUFSM

Notícias

05/03/2015   05/03/15 16h32 | A+ A- | 2227 visualizações

Federal de Tocantins adere à Ebserh sem discussão

Decisão da reitoria da UFT não passou pelo Conselho Universitário


Assinatura do convênio aconteceu dia 25 de fevereiro, em Brasília, sem aval do Consuni

A Universidade Federal do Tocantins (UFT) assinou contrato de gestão compartilhada do Hospital de Doenças Tropicais (HDT) de Araguaína com a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) na quarta, 25 de fevereiro, em Brasília (DF). Não houve qualquer discussão sobre a adesão com a comunidade acadêmica, muito menos decisão deliberada no Conselho Universitário (Consuni).

“Não falaram nada com ninguém. Simplesmente foram até Brasília, assinaram o contrato e postaram a notícia no site da universidade”, critica Maurício Alves da Silva, presidente da Seção Sindical dos Docentes da UFT (Sesduft – Seção Sindical do ANDES-SN). Segundo Silva, o HDT foi recentemente doado à universidade pelo estado do Tocantins, e o fato de a adesão à Ebserh não ter passado pelas instâncias necessárias demonstra, como em outras instituições pelo país, uma ofensa à autonomia e à democracia universitária.

O sindicalista afirma ainda que a universidade e a Ebserh têm tratado a adesão do HDT à empresa como fundamental para a criação do curso de medicina em Araguaína. “Não estamos lutando contra a criação do curso de medicina. Apenas queremos que o hospital não seja gerido por esse modelo de administração que é a Ebserh”, afirma. O presidente da Sesduft SSind cita ainda que a UFT ainda não tem Hospital Universitário em Palmas, capital do estado e sede da universidade, mas que a Ebserh já está participando do processo de criação do projeto do futuro hospital, o que demonstra que ele será construído de acordo com o modelo privatista da empresa.

O 34º Congresso do ANDES-SN, realizado em Brasília entre os dias 23 e 28 de fevereiro, aprovou, em sua plenária final, moção de repúdio à condução antidemocrática do processo de adesão da UFT à Ebserh.

Ato público

Nesta sexta, 6 de março, acontece no Rio de Janeiro um ato nacional contra a privatização da saúde e contra a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh). A manifestação ocorrerá a partir das 16h, na praça da Cruz Vermelha, e tem entre seus organizadores, o Fórum de Servidores Federais e a Frente Nacional contra a privatização da saúde.

Fonte e foto: ANDES-SN

Edição: Fritz R. Nunes (Sedufsm)



Fotos



* Clique na foto para Ampliar!


Compartilhe com sua rede social!














© 2020 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet