ATENDIMENTO DA SEDUFSM

A Sedufsm informa que a partir de segunda, 23 de março, a sede do sindicato estará fechada e todos os atendimentos serão realizados de forma remota (online), por tempo indeterminado. Os (as) sindicalizados (as) poderão entrar em contato com a entidade das 8h às 12h e das 14h às 18h através do e-mail sedufsm@terra.com.br ou dos telefones (55) 99614-2696 e (55) 99935-8017.

Sindicato


Espaço Cultural

Reflexões Docentes

Contatos SEDUFSM

(55) 3222 5765

Segunda à Sexta
08h às 12h e 14h às 18h

Endereço

SEDUFSM
Rua André Marques, 665
Centro, Santa Maria - RS
97010-041

Email

Fale Conosco - escreva para:
sedufsm@terra.com.br

Twitter

SEDUFSM

Facebook

SEDUFSM

Youtube

SEDUFSM

Notícias

20/04/2020   20/04/20 12h29 | A+ A- | 486 visualizações

ANDES-SN pede resposta dura contra ataques de Bolsonaro às instituições

Sindicato dos Docentes divulgou nota em repúdio a atos realizados neste domingo, 19


O ANDES-Sindicato Nacional dos Docentes, divulgou na manhã desta segunda, 20, uma nota em que repudia os atos realizados neste domingo, Dia do Exército, que tiveram apoio do Presidente da República, nos quais os manifestantes pediam o fechamento do Congresso Nacional e do Supremo Tribunal Federal (STF), além de outros ataques às instituições do país. Pelo conteúdo político das manifestações, que também serviram para expor as pessoas ao vírus, a nota ressalta que “tais fatos configuram-se em um ataque frontal às liberdades democráticas e crime de responsabilidade do Presidente da República”.

Para o Sindicato Nacional, o Brasil passa por um dos momentos de maior instabilidade política na sua história, “o que exige dos partidos políticos, movimentos sociais, entidades civis, sindicatos e centrais sindicais uma resposta dura contra mais um ataque proferido por um presidente que deveria, ainda mais nesse momento, pautar uma agenda de combate à pandemia e em defesa da vida da população trabalhadora”.

Acompanhe a íntegra da nota do ANDES-SN:

"Em defesa da vida, basta Bolsonaro/Mourão

Ontem, em alusão ao “Dia do Exército”, diversos ato e carreatas pelo país pediram intervenção militar, com edição de um novo AI-5, fechamento do Congresso Nacional e do STF. Dentre eles, um ato em frente ao quartel general do exército, em Brasília, contou com a participação de Bolsonaro, que incentivou seus seguidores e causou grande aglomeração. Pelo seu conteúdo político e por expor a saúde da população a riscos, tais fatos configuram-se um ataque frontal às liberdades democráticas e crime de responsabilidade do Presidente da República.

O governo Bolsonaro busca construir uma narrativa para impor sua agenda autoritária, reacionária e inimiga da classe trabalhadora. Um governo a serviço das armas e dos bancos! O Brasil, dessa forma, passa por um dos momentos de maior instabilidade política na sua história, o que exige dos partidos políticos, movimentos sociais, entidades civis, sindicatos e centrais sindicais uma resposta dura contra mais um ataque proferido por um presidente que deveria, ainda mais nesse momento, pautar uma agenda de combate à pandemia e em defesa da vida da população trabalhadora. 

A diretoria do ANDES-SN conclama o campo democrático a construir uma unidade de ação necessária em defesa da vida humana, das liberdades democráticas e para dar um Basta Bolsonaro/Mourão!
”.
 

Texto: Fritz R. Nunes com informações do ANDES-SN

Assessoria de imprensa da Sedufsm



Fotos



* Clique na foto para Ampliar!


Compartilhe com sua rede social!














© 2020 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet