ATENDIMENTO DA SEDUFSM

A Sedufsm informa que a partir de segunda, 23 de março, a sede do sindicato estará fechada e todos os atendimentos serão realizados de forma remota (online), por tempo indeterminado. Os (as) sindicalizados (as) poderão entrar em contato com a entidade das 8h às 12h e das 14h às 18h através do e-mail sedufsm@terra.com.br ou dos telefones (55) 99614-2696 e (55) 99935-8017.

Sindicato


Espaço Cultural

Reflexões Docentes

Contatos SEDUFSM

(55) 3222 5765

Segunda à Sexta
08h às 12h e 14h às 18h

Endereço

SEDUFSM
Rua André Marques, 665
Centro, Santa Maria - RS
97010-041

Email

Fale Conosco - escreva para:
sedufsm@terra.com.br

Twitter

SEDUFSM

Facebook

SEDUFSM

Youtube

SEDUFSM

Notícias

06/05/2020   06/05/20 19h08 | A+ A- | 1263 visualizações

Petição pelo cancelamento do semestre conta com quase 5.000 assinaturas

Reitoria da UFSM reitera manutenção do calendário e deve prorrogar suspensão das aulas


Reitor afirma que atividades via REDE são opcionais para docentes e estudantes

Uma petição pública promovida pelo Diretório Central dos Estudantes da UFSM (DCE) pede o cancelameto do semestre acadêmico na universidade e já coletou, até o momento do fechamento desta matéria, 4840 assinaturas. A petição, divulgada no último dia 4, é fruto de deliberação do Conselho de Entidades de Base (CEB), instância estudantil que reúne Diretórios Acadêmicos de toda a UFSM e as direções das Casas do Estudante. O CEB esteve reunido virtualmente no dia 29 de abril e contou com a presença de 16 entidades. Além da realização do abaixo-assinado, o CEB deliberou pela construção de uma campanha e de uma nota pública pelo cancelamento do semestre. A proposta aprovada pelo é que tanto a campanha quanto a nota sejam unitárias e reúnam também docentes e técnicos-administrativos em educação. Para isso, o DCE está contatando as entidades representativas das categorias.

Conforme o texto que acompanha a petição pública, os principais motivos a embasar o pedido de cancelamento do primeiro semestre de 2020 são a situação de estudantes que não têm acesso aos recursos técnicos exigidos em aulas à distância, os problemas relacionadas às condições psicológicas e à saúde mental frutos do atual momento, e a própria perda de qualidade no processo de formação através do Regime de Exercícios Domiciliares Especiais (REDE). Fundamentando a posição, a nota faz menção à pesquisa de opinião pública promovida pelo DCE e que respalda a dificuldade vivida por estudantes nesse período. “Em pesquisa de opinião pública feita pelo DCE-UFSM a maioria dos estudantes que responderam disseram que estão tendo um impacto emocional/psicológico negativo devido à pandemia, e muitos não estão conseguindo realizar as atividades do REDE por conta disso. Infelizmente, em meio a toda essa situação, ainda são relatados casos em que houve excessos por parte de docentes, ao cobrar indevidamente notas e presença, agravando ainda mais a situação emocional dos estudantes”, diz a nota. A pesquisa promovida pelo DCE pode ser conferida aqui . Além disso, o texto também cita a falta de padronização nas atividades via REDE tanto por parte de estudantes que possuem diferentes condições de acesso ao sistema, como por parte de docentes que possuem diferentes habilidades no manejo da ferramenta. Tudo isso, segundo o DCE e o CEB, impacta profundamente na qualidade do ensino via REDE. “Nesse cenário de agravamento da pandemia, ineficiência do REDE e incerteza sobre o futuro, consideramos necessário o cancelamento do primeiro semestre letivo, com sua realização no período posterior à pandemia, de forma presencial e integral, com qualidade, para garantir o acesso a todos os estudantes da UFSM”, conclui a nota que pode ser conferida na íntegra aqui.

Atividades via REDE são opcionais, diz reitor

Um dia após a divulgação da petição pelo DCE, a página do gabinete do reitor no Facebook divulgou um vídeo no qual o próprio reitor, Paulo Afonso Burmann, se manifesta a respeito do cancelamento do semestre entre outros assuntos. Logo no início do vídeo, Burmann é direto ao dizer que o semestre não está em vias de ser cancelado e que nisso estão implicadas, inclusive, limitações legais. “Qualquer possibilidade de suspensão do semestre precisa ser amplamente e profundamente discutida com todos os envolvidos, o que não está de fato na pauta nesse momento”, afirma o reitor. Na sequência, Burmann diz também que a portaria que suspende as atividades presenciais da UFSM até o dia 15 de maio, muito possivelmente será prorrogada por mais um mês. Ou seja, segundo o reitor, a UFSM não deve retomar atividades presenciais antes do dia 15 de junho.

No vídeo, Burmann aborda ainda a execução de atividades via Regime de Exercícios Domiciliares Especiais (REDE), ponto central nas críticas do CEB e do DCE. Nesse ponto o reitor afirma que as atividades via rede são uma recomendação da administração central da UFSM, mas não possuem caráter de obrigatoriedade. “Como temos dito por sucessivas vezes, inclusive nas reuniões do Conselho Universitário com o Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão, e na última reunião do Conselho Universitário, o Regime de Exercícios Domiciliares é optativo, é opcional. Ele não é obrigatório. Tanto para o docente quanto para o estudante, considerando especialmente aquelas condições diferentes de acesso à informação e de acesso à tecnologia dos nossos estudantes que estão nos mais diferentes locais desse estado e desse país. Então é importante que se diga: tranquilidade nesse momento”, afirma Burmann, que ainda complementa fazendo menção aos desafios que devem se apresentar no retorno às aulas. “Quando retornarmos à normalidade pós-pandemia, essa fase mais crítica, mais aguda, quando retomarmos a normalidade, o semestre vai ser reorganizado, reestruturado e recuperado. Não vamos deixar ninguém pelo caminho”.

Ainda sobre o REDE, Burmann argumenta que a manutenção de um nível de atividades ajuda, em sua opinião, a envolver a comunidade acadêmica e preenchem o tempo frente o cenário de isolamento, dentro das limitações de cada um e cada uma. Além disso, no vídeo, o reitor faz menção à necessidade de a relação entre docentes e estudantes ser conduzida com certo tato. “Então fica aqui mais uma vez essa mensagem de reconhecimento pelo envolvimento, pelo trabalho de toda a nossa comunidade. Um pedido de cautela, de cuidado para com os nossos estudantes, um pedido para os professores que respeitem e tratem com a devida competência e qualidade todo esse relacionamento entre professor e estudante, para que nós possamos, ao final desta crise, estabelecer um processo de recuperação sem deixar ninguém para trás”. Confira a declaração do reitor na íntegra aqui.

Texto: Rafael Balbueno
Foto: Arquivo Sedufsm
Assessoria de Imprensa da Sedufsm



Fotos



* Clique na foto para Ampliar!


Compartilhe com sua rede social!














© 2020 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet