MOBILIZAÇÃO CONTRA REFORMA ADMINISTRATIVA

Cartilha sobre a PEC 32


ATENDIMENTO DA SEDUFSM

A Sedufsm informa que desde o dia 20 de outubro de 2021 recomeçou o atendimento presencial na sede. Os (as) sindicalizados (as) devem entrar em contato pelo e-mail [email protected] ou pelo fone (55) 3222.5765 para fazer o agendamento da ida à sede.


Últimas Notícias

Espaço Cultural

Reflexões Docentes

Contatos SEDUFSM

(55) 3222 5765

Segunda à Sexta
08h às 12h e 14h às 18h

Endereço

SEDUFSM
Rua André Marques, 665
Centro, Santa Maria - RS
97010-041

Email

Fale Conosco - escreva para:
[email protected]

Twitter

SEDUFSM

Facebook

SEDUFSM

Youtube

SEDUFSM

Notícias

26/11/2021     | A+ A- |   316 visualizações

DCE pede vista e discussão sobre pós paga é adiada no Consu

Sindicatos e entidades estudantis mobilizam-se contra proposta considerada privatista

"Esse é um assunto que, vira e mexe, volta para dentro do Conselho, e sempre foi rebatido", diz Boneti
"Esse é um assunto que, vira e mexe, volta para dentro do Conselho, e sempre foi rebatido", diz Boneti

A minuta de resolução responsável por regulamentar os cursos de pós-graduação lato sensu na UFSM seria discutida na reunião do Conselho Universitário (Consu) ocorrida na manhã desta sexta-feira, 26 de novembro. Contudo, o conselheiro Luiz Eduardo Boneti, integrante do DCE UFSM, realizou o pedido de vista, acatado pelo reitor Paulo Burmann. Desta forma, a discussão foi adiada e, se respeitada a periodicidade das reuniões, deve entrar em pauta no próximo encontro do Conselho, previsto para acontecer daqui a duas semanas.

O pedido de vista deve-se ao fato de a minuta de resolução trazer um ponto polêmico e duramente combatido pelas entidades representativas dos segmentos: a possibilidade de que a universidade cobre taxas e mensalidades pela oferta de cursos de pós-graduação lato sensu, caracterizados por serem de oferta eventual e utilizados para sanar demandas específicas de formação.

“Não temos contrariedade à resolução, mas a um ponto específico, que é a possibilidade de cobrança em cursos de pós-graduação lato sensu. Esse é um assunto que, vira e mexe, volta para dentro do Conselho, e sempre foi rebatido. Se houver aprovação agora, estaremos desconsiderando quase metade do CEPE [que se posicionou contrariamente à cobrança]”, afirmou Boneti durante o pedido de vista.

Na última sexta, 19 de novembro, a minuta foi aprovada no Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE) após uma votação apertada, em que se registraram, formalmente, 25 votos favoráveis e 23 contrários – embora, na prática, um conselheiro tenha solicitado revisão de votação, algo que, se tivesse sido acatado pela mesa da reunião, resultaria em um empate. Isso simboliza que a oferta de cursos pagos de pós-graduação, longe de ser uma defesa consensual ou consideravelmente majoritária, é tema de disputas, dissonâncias e incertezas dentro da instituição.

Dentre as principais críticas apresentadas pela Sedufsm, em conjunto com DCE, APG, Assufsm, Atens e Sinasefe, está o caráter privatista deste item da minuta, visto que oferecer cursos pagos dentro de uma universidade pública é romper com o princípio de gratuidade do ensino, afrontar a autonomia universitária e colocar uma verdadeira catraca que obstaculizará o acesso à formação por pessoas não favorecidas economicamente.

Leia aqui alguns posicionamentos expressos por conselheiros e conselheiras do CEPE acerca da aprovação de cursos pagos.  

 

Texto: Bruna Homrich

Assessoria de Imprensa da Sedufsm

Fotos da Notícia

"Esse é um assunto que, vira e mexe, volta para dentro do Conselho, e sempre foi rebatido", diz Boneti

Compartilhe com sua rede social


© 2022 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041