‘Agora só falta você’: Tributo a Rita Lee celebrou os 34 anos da Sedufsm SVG: calendario Publicada em
SVG: atualizacao Atualizada em 01/12/23 17h11m
SVG: views 1858 Visualizações

Evento reuniu público de aproximadamente 150 pessoas e marcou encerramento de um ano de lutas do sindicato

Alt da imagem
Público vibrou com o sexteto feminino que trouxe ao palco diversas canções de Rita Lee

“Volta e meia recebo cartinhas de fãs, e alguns são bem jovens, contando como meu trabalho com a música mudou a vida deles e lamentando que antes não tinham idade para assistir a um show meu. Fico no céu lendo essas coisas e me emociono quando escrevem que não são aceitos pelos pais por serem diferentes, e como minhas músicas são uma companhia e os libertam nessas horas de solidão. Dia desses, um menino, rejeitado pela família por ser gay, me disse que pensou até em desistir desta vida, mas que ao ouvir minhas músicas decidiu ficar. Dá vontade de pegar todos no colo e cantar baixinho no ouvido deles: “Você não está só, é só um nó que precisa ser desfeito””, trecho do livro Rita Lee: Outra autobiografia.

Foi com as palavras de Rita Lee, que a professora e diretora da Sedufsm, Simone Gallina, iniciou a 83ª edição do Cultura na Sedufsm, que ocorreu na tarde desta quinta-feira (30), no Átrio do Curso de Arquitetura e Urbanismo (prédio 9F).

O Show “Agora só falta você”, um Tributo a Rita Lee, foi uma parceria entre a Sedufsm e Janu Uberti, músico que produziu a apresentação, que  contou com um público de aproximadamente 150 pessoas. No palco, para dar voz às músicas da eterna rainha do rock brasileiro, foram convidadas as cantoras Evelíny Pedroso, Gisele Guimarães, Juliet Castaldello, Laura Landerdahl Christmann, Paola Matos e Tiane Tambara que realizaram belíssimas interpretações, acompanhadas da banda formada por Diogo Matos (teclado), Patrick Junior (guitarra), Luciano Coronel (contrabaixo) e Pedrinho Monte (bateria).

Para o professor e presidente da Sedufsm, Ascísio Pereira, o show foi muito especial, foi um encerramento do semestre e de um novembro festivo, com a comemoração dos 34 anos da Sedufsm.

“Foi um momento de celebração da vida, vimos aqui a alegria do público, de quem fez o show, de quem trabalhou e das crianças que estavam por aqui curtindo o momento, professores e professoras reunidos, se sentindo bem e feliz por estarem aqui”, comenta o professor.

Ascísio destaca que o Cultura na Sedufsm é uma maneira de celebrar a vida, um momento de festa, para encerrar o ano com felicidade e comemorando a alegria de estarmos vivos. “Que 2023 se encerre alegre como o dia de hoje e que 2024 se inicie cheio de esperanças, boas lutas e certeza de que o movimento docente não abaixará a cabeça para ninguém que queira nos oprimir”, declara Ascísio.

De acordo com a professora e vice-presidente da Sedufsm, Márcia Mörschbächer, o evento marcou o encerramento de um ano de inúmeros embates locais e nacionais.

“É uma celebração desse ano de muita luta, mas que ao mesmo tempo foi vitorioso na perspectiva de que nós barramos a proposta da reitoria em relação à Minuta das Progressões e Promoções da Carreira. E também para trazer um outro lado muito importante da atividade sindical, que é o apoio e incentivo à cultura, trazer o evento para dentro da UFSM, visava acolher e integrar a nossa comunidade, a categoria docente, os TAE's e também os estudantes. Eu acho que o evento atingiu seu objetivo, a sua proposta e espero que nos inspire a quem sabe levar atividades como essas para os demais campi e ampliar as atividades de cultura aqui dentro da UFSM”, comenta Márcia.

Apesar de algumas vitórias no ano, a diretoria da Sedufsm sabe que ainda tem muita luta, entre elas, o anúncio de implantação do Programa de Gestão e Desempenho, sobre o qual a categoria precisa se posicionar. Mais uma vez, a gestão da UFSM tentou pegar a categoria desmobilizada, pautando questões importantes nas últimas reuniões dos conselhos superiores. O tema será pauta de reunião com os sindicatos das demais categorias de servidores/as da UFSM na próxima segunda-feira (4).

Além de comemorar o fim do semestre, o show ‘Agora só falta você’: Tributo a Rita Lee, funcionou como um convite para o público presente, mostrando o trabalho do sindicato e chamando os docentes para a luta em defesa da categoria. Por isso, a Sedufsm esteve presente com uma banca, acolhendo docentes e distribuindo materiais sobre o Sindicato, para aqueles/as que ainda não são filiados/as e brindes aos/às filiados/as que ainda não haviam retirado, entre eles os materiais da campanha “Sou Sedufsm, defendo a categoria docente”.

Texto: Karoline Rosa (estagiária de jornalismo)
Edição: Fritz R. Nunes (jornalista)
Fotos: Cadiani Garcez e Rafael Balbueno
Assessoria de Imprensa da SEDUFSM

SVG: camera Galeria de fotos na notícia

Carregando...

SVG: jornal Notícias Relacionadas

Professor indica a leitura de “As Brasas”

SVG: calendario 19/04/2024
SVG: tag Cultura
Vitor Biasoli destaca atrativos da obra de Sándor Márai, resgatado como importante romancista europeu

‘Mostra ‘Difusão’ é opção para ver o cinema abordando Direitos Humanos

SVG: calendario 12/04/2024
SVG: tag Cultura
Exibições acontecem nos dias 14, 20 e 21 de abril, às 19h, em Associação localizada na Vila Oliveira, em Santa Maria

Documentário remonta 30 anos de história da Boate do DCE

SVG: calendario 05/04/2024
SVG: tag Cultura
Lançamento, com entrada gratuita, acontece na quinta, 11 de abril, às 19h, no Auditório da Cesma

Veja todas as notícias