MOBILIZAÇÃO CONTRA REFORMA ADMINISTRATIVA

Cartilha sobre a PEC 32

Últimas Notícias

Espaço Cultural

Reflexões Docentes

Contatos SEDUFSM

(55) 3222 5765

Segunda à Sexta
08h às 12h e 14h às 18h

Endereço

SEDUFSM
Rua André Marques, 665
Centro, Santa Maria - RS
97010-041

Email

Fale Conosco - escreva para:
[email protected]

Notícias

21/08/2015   21/08/2015 16h53m   | A+ A- |   1055 visualizações

UFSM recebeu 27% do necessário para pagar dívidas

MEC repassou R$3,9 milhões para uma dívida de R$14 milhões

Devido a um apagão na internet, reunião do CEPE desta sexta foi transmitida somente em seu final
Devido a um apagão na internet, reunião do CEPE desta sexta foi transmitida somente em seu final

E as universidades continuam a sina de 2015 de contar os caraminguás para poder pagar as dívidas, que continuam se acumulando. Na última segunda, 17, o reitor da UFSM, Paulo Afonso Burmann, esteve na assembleia convocada pela Sedufsm, para dar detalhes sobre a situação orçamentária. Naquele momento, Burmann disse que a universidade precisaria de cerca de R$ 14 milhões para quitar o total da dívida. Relatou também que o MEC havia prometido repasse ainda na segunda-feira. Contudo, somente na quarta, 19, a universidade teve liberado um total de R$ 3,9 milhões, o que equivale a aproximadamente 27% do que seria o necessário para colocar as contas em dia. A informação é da Pró-Reitoria de Administração (PRA).

Na última segunda, o reitor disse que o governo não estava cumprindo a promessa de repasse de recursos a cada 10 dias, como vinha acontecendo até 2013. Essa informação é confirmada tanto na Pró-Reitoria de Planejamento como na Pró-Reitoria de Administração. O governo tem destinado o financeiro a cada 30 dias e na maioria das vezes, como nesta semana, bem abaixo do que seria necessário. Segundo a PRA, do total de R$3,9 milhões que vieram esta semana, R$2,5 milhões vão direto para as empresas terceirizadas (limpeza e vigilância), que têm a receber algo em torno de R$7 milhões. Enquanto o recurso não vem no tamanho das necessidades, reuniões e reuniões, cálculos e cálculos, para decidir as prioridades a pagar.

Apagão virtual

Na manhã desta sexta, 21, ocorreu mais uma reunião do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE). No entanto, a atividade não pode ser acompanhada pelo “Multiweb”, pois houve um apagão virtual em toda a instituição. Conforme informações do Centro de Processamento de Dados (CPD), a queda da rede se deu em função de um problema externo à instituição. Essa informação foi corroborada pelo reitor, Paulo Burmann, já ao finalzinho da reunião, quando a internet havia retornado.

Segundo o professor Clayton Hillig, membro do CEPE e conselheiro da Sedufsm, durante a reunião o reitor não trouxe informações novas sobre a crise orçamentária. O que o dirigente falou foi sobre a construção de um projeto envolvendo vários ministérios para que o CPD da UFSM seja um centro de retransmissão de dados ainda mais potente, o que melhoraria a qualidade da internet e tornaria a instituição mais independente em relação à UFRGS.

Texto: Fritz R. Nunes

Foto: Multiweb

Assessoria de imprensa da Sedufsm

 

Fotos da Notícia

Devido a um apagão na internet, reunião do CEPE desta sexta foi transmitida somente em seu final

Compartilhe com sua rede social


© 2022 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041