MOBILIZAÇÃO CONTRA REFORMA ADMINISTRATIVA

Sindicato

ATENDIMENTO DA SEDUFSM

A Sedufsm informa que, desde o dia 23 de março de 2020, em função da pandemia, a sede do sindicato está fechada e os atendimentos sendo realizados de forma remota. Os (as) sindicalizados (as) podem entrar em contato com a entidade das 8h às 12h e das 14h às 18h através do e-mail [email protected] ou pelos telefones (55) 99962-2248 e (55) 99935-8017.


Últimas Notícias

Espaço Cultural

Reflexões Docentes

Contatos SEDUFSM

(55) 3222 5765

Segunda à Sexta
08h às 12h e 14h às 18h

Endereço

SEDUFSM
Rua André Marques, 665
Centro, Santa Maria - RS
97010-041

Email

Fale Conosco - escreva para:
[email protected]

Twitter

SEDUFSM

Facebook

SEDUFSM

Youtube

SEDUFSM

Notícias

10/09/2021   10/09/2021 12h13m   | A+ A- |   194 visualizações

“E se Obama fosse Africano?”, de Mia Couto, é a dica cultural desta sexta

Professora Andrea Nummer sugere obra que reúne palestras proferidas pelo escritor moçambicano


A dica cultural desta sexta-feira, 10, tem os dois pés na África mas transita por temas universais, como conflitos sociais, ódio racial, multiculturalismo e resgate da tradição e da identidade. Mia Couto, escritor moçambicano mais traduzido e divulgado no exterior, é um dos expoentes da literatura africana moderna e o único africano a ser membro da Academia Brasileira de Letras.

Sob o olhar de Andrea Nummer, docente do departamento de Geociências da UFSM, a obra “E se Obama fosse Africano?”, publicada em 2016, chega ao nosso acervo de indicações e mostra um escritor que não se restringe à ficção – ainda que absolutamente alicerçada na realidade -, mas promove reflexões sobre os temas e os impasses que perpassam a África de hoje.

Leia, abaixo, a crítica de Andrea. E, não esqueça, se você tem alguma obra (filme, livro, série, peça teatral, disco) para indicar aqui no nosso espaço de dica cultural, mande um email para [email protected]

“Durante a Pandemia senti a necessidade de reler alguns livros, entre eles “E se Obama fosse Africano?”, do escritor Mia Couto. Mia Couto é o pseudônimo de Antônio Emílio Leite Couto, poeta, jornalista e biólogo especializado em Ecologia, nascido na cidade de Beira, em Moçambique, África. Segundo ele, mesmo antes de aprender a ler livros, aprendeu com o pai, também escritor, a ler a Terra. Mia recebeu inúmeros prêmios, como o Prêmio Camões (2013), que é concedido a autores de língua portuguesa pelo conjunto de sua obra. Mia Couto é o único escritor Africano a fazer parte da Academia Brasileira de Letras.

“E se Obama fosse Africano? E outras intervenções” reúne transcrições de palestras proferidas por Mia em eventos ocorridos na África, na Europa e no Brasil que abordam, de forma crítica e envolvente, temas como o autoritarismo, corrupção, ignorância, ódio racial e religioso. Todos esses, assuntos considerados por ele como os principais problemas da África moderna.

Um desses é “O Guardador de Rios”, que trata sobre esperança em situações de guerra. Para Mia Couto, o ditado: “A esperança é a última que morre “não é verdadeiro pois a esperança não morre por si mesma, mas é morta, por um processo silencioso que faz os corações enfraquecerem, desanimarem e nos faz perder a crença no futuro”.

No texto “O Guardador de Rios”, o autor refere-se a um guarda responsável por anotar os dados de uma estação hidrológica no interior da Zambézia. Sem saber que o projeto de controle dos rios havia sido interrompido pela guerra, o guarda continuou suas anotações diárias por anos, utilizando as paredes da estação e um pedaço de carvão pois os formulários já haviam acabado. Para o autor esse episódio serviu para compreender o quanto é importante dialogar e reconhecer as “paredes” que podem ser usadas para não sucumbir ao desalento e que “nas margens de todos esses rios há gente teimosamente inscrevendo na pedra os minúsculos sinais de esperança”.

Sem dúvida, o livro é um alento nos tempos sóbrios em que vivemos”.

Andrea Nummer

Docente do Departamento de Geociências da UFSM

 

Imagem 1 (Ana Elisa Santana / Portal EBC); Imagem 2 (Amazon); Imagem 3 (Arquivo Pessoal)

Edição: Bruna Homrich/Assessoria de Imprensa da Sedufsm

 

 

 

Fotos da Notícia

Compartilhe com sua rede social


© 2021 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041