Proposta que dificulta progressão e promoção docente enfrenta rejeição nas Unidades da UFSM SVG: calendario Publicada em
SVG: atualizacao Atualizada em 28/07/23 18h02m
SVG: views 1637 Visualizações

Sedufsm procurou direções de Centro e dos Colégios Técnicos para saber a respeito do andamento das discussões

Alt da imagem
Gráficos elaborados a partir da minuta mostraram que maioria não conseguiria progredir na carreira

Quando a Sedufsm realizou assembleia da categoria, no dia 29 de junho, reunindo mais de 200 docentes, entre presentes no Audimax e, aquelas/es que participaram virtualmente, através do Google Meet, a proposta de minuta de resolução que altera a pontuação para progressão e promoção na carreira tinha prazo até início de julho para que houvesse retorno. De lá para cá, a Reitoria da UFSM ampliou a discussão e ainda não há um prazo definido para que seja enviada ao Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE).

E não há porque duvidar de que todo esse movimento feito pelo sindicato, que acendeu o alerta a professoras e professores, sobre os efeitos negativos dessa minuta, inclusive calcado em parecer jurídico, é um dos responsáveis por esse passo atrás do Grupo de Trabalho nomeado pela Administração Central, que assim concedeu mais tempo aos debates na instituição.

Ao longo desta semana, a assessoria de imprensa da Sedufsm contatou com direções de Centro e dos Colégios Técnicos da UFSM. Os questionamentos foram no sentido de como estavam as reuniões para debate, no interior dessas Unidades, se já haviam sido encaminhados alguns retornos à Reitoria, e, de forma sintética, naqueles em que já havia encaminhamentos, quais seriam eles.

O balanço que se tem é que a grande maioria rejeitou a minuta de resolução como estava posta. Em algumas Unidades, houve negativa até mesmo em construir alternativas à proposta, ou seja, uma rejeição plena.

Conforme algumas gestoras e alguns gestores de Unidades, o debate ainda está acontecendo. Todavia, no que se refere à diretoria da Sedufsm, a posição é aquela aprovada na plenária do final de junho no Audimax, ou seja, de rejeição e retirada total da proposta.

Confira a seguir os depoimentos coletados.

José Neri Paniz

Diretor do Centro de Ciências Naturais e Exatas

“O Centro de Ciências Naturais e Exatas (CCNE) foi umas das primeiras Unidades de Ensino da UFSM a encaminhar para discussão a referida minuta. Em reunião ampliada ocorrida no dia 27 de junho, com a participação expressiva de docentes do CCNE, após deliberações iniciais com diversas manifestações contrárias à discussão foi unânime a posição de que a minuta não deveria sequer ser discutida pois, pelo entendimento comum, existiam erros de origem no processo. Ficou decidido que a Direção levaria esta posição ao Fórum de Diretores e à Reitoria (o que foi feito em reunião do dia 28 de junho) com a presença da reitora em exercício. Também ficou acordado que a Direção do CCNE publicaria naquela semana uma nota em seu site informando este posicionamento, o que foi feito no dia 30 de junho (vide https://ufsm.br/r-369-3901).

Como não houve ‘contribuições’ à minuta, não temos informações nem comentários. No entanto, a comunidade do CCNE ficou no aguardo de novos encaminhamentos, por parte da Reitoria, na expectativa de que o processo venha a ser debatido de uma forma mais ampla. A Reitoria, neste ínterim, abriu agenda para diversas reuniões de discussões e recolhimento de contribuições nas diversas Unidades.”

Daniela dos Santos

Vice-diretora do Centro de Educação Física e Desportos (CEFD)

“Houve uma reunião conjunta dos três departamentos do Centro (CEFD) no dia 14 de julho. Após as discussões, as e os docentes elaboraram um encaminhamento à reitoria rejeitando a proposta, entendendo que não há justificativa para qualquer mudança na resolução vigente.”

Sheila Kocourek

Diretora do Centro de Ciências Sociais e Humanas

“Tendo em vista as férias, as discussões sobre a minuta da Resolução estão suspensas. Anteriormente os departamentos fizeram suas discussões internas, os quais apresentaram críticas e sugestões. As contribuições foram reportadas e estão sendo cotejadas com sugestões de outros Centros.

 Informamos que as discussões deverão ser retomadas em agosto, especialmente quando está prevista uma reunião ampliada com todos os docentes do CCSH em 31 de agosto. A partir destes debates será possível a construção participativa de uma minuta compatível com as demandas atuais.”

Marilene Dalla Corte

Diretora do Centro de Educação

“No Centro de Educação os quatro departamentos (Administração Escolar, Educação Especial, Fundamentos da Educação, Metodologia de Ensino) reuniram-se no dia 3 de julho seus docentes para analisar a minuta. Todos os departamentos do Centro elaboraram suas manifestações não concordando com a proposta. Após as reuniões departamentais, no dia 5 de julho, foi realizada uma reunião geral com os docentes do CE em que os quatro departamentos apresentaram suas considerações acerca da minuta, refutando a proposta, considerando que não contempla a totalidade do trabalho docente e desvaloriza a categoria na perspectiva do conjunto de atividades realizadas cotidianamente.

No endereço a seguir você encontra notícia divulgada pelo Núcleo de Comunicação do CE acerca da avaliação que os docentes fizeram acerca da minuta e, também, terás acesso às quatro notas emitidas pelos departamentos do Centro: https://www.ufsm.br/unidades-universitarias/ce/2023/07/06/docentes-do-ce-rejeitam-minuta-de-progressoes-e-promocoes-previstas-para-a-carreira”.

Maria Denise Schimith

Diretora do Centro de Ciências da Saúde

“A direção do CCS, em um primeiro momento, encaminhou a minuta para todos e todas docentes do centro e em reunião de conselho de centro foi informado que a direção não faria reunião sobre o assunto, por considerar que esse tema é da categoria docente. Alguns Departamentos realizaram reuniões e fizeram sugestões. Em seguida foi realizada uma reunião com o Sindicato Docente, que junto com o professor (Ricardo) Rondinel, apresentou um rol de problemas na minuta. Desse encontro foi retirara uma carta, que apresentou algumas sugestões, mas rejeitou a minuta.  Após esses movimentos, a Reitoria definiu que o debate irá iniciar na base e está marcada a reunião com docentes do CCS para dia 12 de setembro de 2023.

Resumidamente, a defesa é que sejam valorizadas as especificidades da área da saúde, como o predomínio de aulas práticas, que toma muito o tempo docente no CCS, portanto, deveria ser valorizado o compromisso com a graduação.  A carta discorda do critério para progressão exigir 7,0 na avaliação ensino-aprendizagem, uma vez que a participação estudantil ainda é pequena e não reflete a realidade. Critica o fato de a minuta aumentar a pontuação e desprezar muitas atividades docentes, como orientações de TCC, IC e especialização, que nem sempre refletem em produtos. Chamam atenção para necessidade de um olhar sensibilizado para docentes da saúde num período pós-pandêmico, que foram muito exigidos na pandemia e deveriam estar sendo homenageados e não impedidos de progredir. Além disso, propõe um período de transição de modo a preservar o direito adquirido de docentes.”

Alessandro Dal’Col Lúcio

Diretor do Centro de Ciências Rurais

“Levamos o tema para os departamentos terem reuniões departamentais, pois temos departamentos muito heterogêneos na sua atividade, em questão de área de ensino, pesquisas e tipo de extensão que é feito. Demos um prazo para retornar as informações para a direção, para que possamos compilar e levar na reunião do dia 21 de agosto, que é quando o reitor e a vice-reitora vão estar no CCR para fazer a discussão com toda a comunidade do nosso centro.

Já temos duas manifestações formais de departamento rechaçando a proposta, dizendo que não aceitam a proposta da forma como ela está apresentada, e uma delas inclusive sugeriu que se mantivessem os critérios com a inserção de novos indicadores para a parte de gestão e extensão principalmente, e que se aumentasse um percentual de 20% das pontuações de cada um dos itens.

Os 11 departamentos rejeitaram a proposta da forma como ela foi apresentada. Houve essa manifestação formal dentro do nosso conselho.”

Fredi Zancan Ferrigolo

Diretor do CTISM

“Logo que recebemos a minuta de resolução da progressão e promoção docente, a direção do Colégio Técnico-Industrial (CTISM) enviou o arquivo a todos os professores da unidade, com um prazo para leitura, e com possibilidades de envio de manifestações por e-mail. Na semana seguinte, a direção marcou uma reunião presencial com todos os professores, de forma a ampliarmos as discussões sobre o tema. Na reunião, os professores informaram que estão trabalhando em um arquivo com sugestões de melhorias necessárias à resolução, ou seja, estão trabalhando em uma contraproposta baseada em argumentos técnicos e sugestões que possam contribuir com a nova resolução. Como o prazo dado pela reitoria foi ampliado, os nossos professores continuarão trabalhando na contraproposta e a mesma será enviada à reitoria assim que novas datas forem estipuladas.”

Anderson Dalmolin

Diretor do Campus de Cachoeira do Sul

“A proposta de resolução causou muita polêmica aqui no campus de Cachoeira do Sul. Os professores se posicionaram contrários à sua implementação, e foi criado um grupo de trabalho para discutir essa resolução, principalmente aquela planilha de pontuação, para apresentar uma planilha mais adequada que contemple as questões dos professores do campus. E esse grupo está trabalhando. Nós temos apenas um departamento no campus, que é a Coordenadoria Acadêmica, que está realizando reuniões e assembleias com os professores para colher a opinião de todos e encaminhar para a reitoria.

Ainda não foi encaminhada a planilha à reitoria porque o pessoal ainda está discutindo. Nós temos previsão de uma reunião com a reitoria aqui em Cachoeira do Sul, em meados de agosto, para discutir essa proposta de resolução.”

Concomitante a isso, temos esse GT que está coletando informações e tentando ouvir todos e todas para que a gente tenha uma planilha mais adequada para regular a nossa pontuação.”

Gil Negreiros

Diretor do Centro de Artes e Letras.

“As discussões ocorreram no âmbito departamental e, depois, os respectivos chefes enviaram, esta semana, as considerações / críticas ao CAL, que irá organizar um documento único do Centro e encaminhar à Reitoria. No início do mês, antes mesmo da reunião que teremos com a reitoria no CAL, encaminharemos o texto com as posições do nosso Centro. Devo salientar que há muitas críticas ao texto e à forma de como se conduziu o processo.”

Tiago Marchesan

Diretor do Centro de Tecnologia.

“Agora estamos em período de férias acadêmicas. Muitas discussões aconteceram antes deste período e as contribuições estão sendo congregadas pelo Centro. Temos a certeza que uma construção conjunta e mais significativa levará a um processo mais representativo. Estamos aguardando a reunião marcada para o CT que ocorrerá no dia 30 de agosto, pela manhã, no auditório Wilson Aita, com todos os docentes do CT e a reitoria, para que os objetivos de construção da minuta e metodologia possa ser explanado a toda a comunidade. Creio que a partir daí a comunidade do CT poderá se envolver mais ainda neste processo de construção.”

Braulio Caron

Diretor do campus de Frederico Westphalen

Braulio Caron afirma que na sua Unidade foi encaminhado da forma como a reitoria sugeriu, ou seja, que as direções, de forma autônoma, enviassem aos departamentos, deixando claro que é uma “proposta”. O professor ressalta que já recebeu algumas contribuições de docentes, mas que ainda não fez uma leitura minuciosa do material e que o mesmo não foi encaminhado à reitoria.

Caron aguarda que o diálogo sobre essa proposta se amplie e diz que a direção da sua Unidade cumpre o papel de apresentar a professores/as a proposta, para que as pessoas que quiserem se manifestem, seja a favor ou contra. Depois que receberem os posicionamentos individualizados, o diretor explica que daí será encaminhado à reitoria, destacando que não retirarão uma posição coletiva da Unidade.

Marta Von Ende

Diretora do Colégio Politécnico

Sedufsm - Como está o andamento das reuniões no Colégio Politécnico para discutir a minuta de progressões e promoções? As contribuições já foram encaminhadas à reitoria?

“No dia 14 de junho, as direções de Unidades de Ensino da UFSM receberam a minuta de resolução fruto do trabalho do GT que se dedicou a fazer uma proposta inicial. Na ocasião, foi solicitado que os diretores de Unidades trabalhassem junto a suas respectivas unidades este documento, com um prazo até 13 de julho para apresentar as contribuições dos pares.

A Direção do Colégio Politécnico compartilhou por e-mail no dia 16 de junho os documentos da minuta e da apresentação realizada pelo GT a todos os professores da Unidade (Magistério Superior e EBTT) e solicitou que as contribuições fossem enviadas por e-mail ou presencialmente, e também marcou uma reunião convidando todos os professores, de ambas as carreiras, para uma reunião geral que foi realizada no dia 10 de julho no Auditório do Colégio Politécnico.

A reunião foi conduzida pela Direção e no momento, por sugestão dos presentes, ficou definido que o grupo de professores seguiria trabalhando nas contribuições à minuta. Desta forma, a direção enviou todas contribuições recebidas até o momento aos representantes do grupo de professores, que seguiram trabalhando na sistematização de um documento único, que seria encaminhado à Reitoria no dia 21 de julho, que foi o novo prazo informado pela STPD em nota conjunta.

O grupo de professores do Politécnico havia agendado reunião para o dia 19 de julho, que acabou não ocorrendo, em função da ampliação dos prazos para discussão da minuta e do cronograma estabelecido pela Reitoria para discussão da minuta nas Unidades, sendo que no Politécnico será no dia 28 de agosto.

Sendo assim, em função dos novos prazos e para permitir mais tempo de discussão, as contribuições do Colégio Politécnico ainda estão sendo recebidas e, portanto, ainda não foram encaminhadas à Reitoria.”

Sedufsm - Poderias informar/comentar qual é a síntese dessas contribuições em relação à minuta das progressões e promoções?

“Resumidamente, a perspectiva das sugestões encaminhadas até o momento tem sido no sentido de que a proposta poderia prever o aumento na pontuação mínima vigente, mas não nos termos constantes na minuta proposta pelo GT. A sugestão seria Classe A – 100 (cem) pontos; Classe B – 120 (cento e vinte) pontos; Classe C – 150 (cento e cinquenta) pontos; Classe D – 200 (duzentos) pontos e; Classe E – 250 (duzentos e cinquenta) pontos.

Além disso, há um conjunto de itens que são sugeridos que sejam considerados na pontuação, alguns inclusive que constam na planilha vigente e foram retirados da proposta, como orientação de TCC, publicação de artigos na JAI, coordenação e participação em projetos de pesquisa, ou ainda foram limitados, tais como, publicação de artigos em anais de eventos, registros de software e patentes. Há também sugestões de alteração em pontuações para itens constantes na minuta. Por fim, quanto à nota de avaliação do processo de ensino-aprendizagem, a sugestão é que esta deva constar apenas no cômputo de pontos e não como requisito para evolução na carreira.”

Sem resposta

O vice-diretor do campus de Palmeira das Missões, professor Daniel Graichen, disse que o responsável pelo encaminhamento dessa questão é o diretor da Unidade, professor Luiz Anildo, que se encontrava de férias. Graichen disse que somente Anildo poderia dar um relato sobre esse tema.

 

Texto: Fritz R. Nunes e Bruna Homrich
Fotos: Arquivo/Sedufsm
Assessoria de imprensa da Sedufsm

SVG: camera Galeria de fotos na notícia

Carregando...

SVG: jornal Notícias Relacionadas

Sindicato finaliza reuniões para construção de proposta de encargos docentes

SVG: calendario 05/12/2023
SVG: tag Minuta
Colaborações de docentes das Unidades serão importantes na elaboração de documento da Sedufsm que será enviado aos conselhos superiores

Sedufsm segue na construção colaborativa de nova proposta sobre encargos docentes

SVG: calendario 30/11/2023
SVG: tag Minuta
Reuniões buscam atender demandas dos professores e professoras, e se encerram terça-feira, em Cachoeira do Sul

Sedufsm intensifica debates para proposição de nova minuta sobre encargos docentes

SVG: calendario 24/11/2023
SVG: tag Minuta
As reuniões, que iniciaram dia 16 de novembro, seguem até dia 5 de dezembro contemplando centros e campi da UFSM

Veja todas as notícias