Minuta dos encargos docentes é retirada da pauta do CEPE de sexta-feira SVG: calendario Publicada em
SVG: atualizacao Atualizada em 23/10/23 16h09m
SVG: views 1344 Visualizações

Diretoria da Sedufsm avalia que medida representa vitória da categoria docente

Alt da imagem
Marcia Morschbacher (ao microfone): vitória da categoria docente impulsionada pela ação da Sedufsm

A minuta dos encargos docentes, que entraria em apreciação pelo(a)s membros do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE) na sexta, 20 de outubro, não passou em seu primeiro teste. A proposta, originalmente elaborada pela reitoria da UFSM, e que na visão da diretoria da Sedufsm, amplia a sobrecarga de trabalho docente, não foi incluída para a discussão na sexta-feira a partir de uma decisão tomada hoje (terça) pelas duas comissões que integram o Conselho, a de Legislação e Normas (CLN) e a de Comissão de Ensino, Pesquisa e Extensão (COMEPE). A vice-presidenta da Sedufsm, professora Marcia Morschbacher, considerou esse fato uma “vitória da categoria docente, impulsionada pelo nosso sindicato”.

Roberta Forgiarini, professora do departamento de Fundamentos da Educação e integrante da CLN, explica que na reunião das comissões, na qual estiveram presentes 12 membros, foram levantadas algumas questões sobre a minuta de encargos docentes, como por exemplo, a necessidade de uma ampla discussão com a comunidade docente. Além disso, destaca Roberta, houve um entendimento de que há “falta de clareza em relação aos encargos, pois, não há como existir um nivelamento entre os docentes e as atividades acadêmicas desenvolvidas, já que são muito específicas e distintas umas das outras”.

Daniel Graichen, vice-diretor do campus de Palmeira das Missões e presidente da CLN, ressalta que nas discussões internas das comissões sobre a minuta, não houve consenso sobre colocar o tema na pauta do CEPE de sexta-feira. Tendo em vista isso, Graichen explica que “vamos pedir mais informações e sugerir maiores discussões”. E complementa: “Baixaremos em diligência com pedidos de informação para a reitoria e, ainda, sugerir maior discussão com as Unidades”.

Para Marcia Morschbacher, é importante que se conceda mais prazo para a discussão da proposta, pois a categoria docente manifestou a necessidade de “debater amplamente mais uma minuta de resolução que afeta diretamente o seu trabalho”.  Ela argumenta também que foi da mesma forma com outra minuta, no caso, a que trata da progressão e promoção da carreira, em que houve pressão da categoria, obtendo-se assim, mais prazo para discussões na base.

Na visão da dirigente da Sedufsm, a decisão dos conselhos do CEPE demonstra que “professores/as estão atentos/as ao que se passa na instituição e não aceitarão uma proposta que não seja debatida efetivamente pelos/as principais interessados/as e que não corresponda às necessidades e à especificidade do trabalho docente”.

Para entender um pouco mais sobre o debate político que a Serdufsm vem realizando acerca da minuta dos encargos docentes e da minuta da progressão e promoção na carreira, acesse no site.

Texto: Fritz R. Nunes
Foto: Arquivo/Sedufsm
Assessoria de imprensa da Sedufsm

 

SVG: camera Galeria de fotos na notícia

Carregando...

SVG: jornal Notícias Relacionadas

Sindicato finaliza reuniões para construção de proposta de encargos docentes

SVG: calendario 05/12/2023
SVG: tag Minuta
Colaborações de docentes das Unidades serão importantes na elaboração de documento da Sedufsm que será enviado aos conselhos superiores

Sedufsm segue na construção colaborativa de nova proposta sobre encargos docentes

SVG: calendario 30/11/2023
SVG: tag Minuta
Reuniões buscam atender demandas dos professores e professoras, e se encerram terça-feira, em Cachoeira do Sul

Sedufsm intensifica debates para proposição de nova minuta sobre encargos docentes

SVG: calendario 24/11/2023
SVG: tag Minuta
As reuniões, que iniciaram dia 16 de novembro, seguem até dia 5 de dezembro contemplando centros e campi da UFSM

Veja todas as notícias